Grupo de Jovens de Anjo

Vós sois o Sal da Terra a luz do mundo: no Evangelho de Marcos 9, 50


Deixe um comentário

Domingo de Ramos

Domingo de Ramos, com hosanas, saudações e louvores, prefigura a vitória de
Cristo sobre a  morte e o pecado. É o portal de entrada para a Paixão
de Cristo: a Semana Santa  inicia-se com ele. Que lições ele nos traz?
Que frutos e graças dele podemos tirar?

O Domingo de Ramos é a comemoração litúrgica que recorda a entrada de Jesus na cidade de Jerusalém onde Ele iria celebrar a Páscoa judaica com seus discípulos.

Ele é o portal de entrada da Semana Santa. É no Domingo de Ramos que se inicia a Semana da Paixão. É o dia em que a Igreja lembra Nosso Senhor entra em Jerusalem_.jpga história e a cronologia desses acontecimentos para dele tirarmos uma lição.

Um Rei entra na cidade montando um jumento

Já desde a entrada da cidade, os filhos dos hebreus portavam ramos de oliveiras e alegres acenavam com eles, estendiam mantos no chão para Jesus passar sobre eles. Jesus entrou na cidade como Rei!

Até parece que era um desejo d’Ele que fosse assim, pois, a cena em que tudo transcorre reproduz a profecia de Zacarias: o rei dos judeus virá. Exulta de alegria, filha de Sião, solta gritos de júbilo, filha de Jerusalém; eis que vem a ti o teu rei, justo e vitorioso; ele é simples e vem montado num jumento, no potro de uma jumenta.(Zc 9,9)

Embora Jesus montasse um simples jumento, o cortejo caminhava, alegre e digno. Na expectativa de estar ali o Messias prometido, Jerusalém transformou-se, era uma cidade em clima de festa.

E Ele era aplaudido, aclamado pelo povo: “Hosana ao Filho de Davi: bendito seja o que vem em nome do Senhor, o Rei de Israel; hosana nas alturas”. Isto aconteceu alguns dias antes de que Jesus fosse condenado à morte, quando os ecos dos gritos de “hosana” já se misturavam ao clamor de insultos, ameaças e blasfêmias que o levariam a sua Paixão redentora.

Que tipo de Messias queriam aqueles judeus?

Da entrada festiva como rei em Jerusalém até o deboche da flagelação, da coroação de espinhos e da inscrição na cruz (Jesus de Nazaré, rei dos Judeus), somos levados a perguntar: Que tipo de rei aquele povo queria? E que tipo de rei era Jesus? Nosso Senhor era aclamado pelo mesmo povo que o tinha visto alimentar multidões. Era aplaudido por aqueles que o viram curar cegos e aleijados e, ainda há pouco, tinham presenciado a ressurreição de Lázaro.

Impressionada com tudo isso aquela gente tinha a certeza de que este era o Messias anunciado pelos Profetas. Mas, aquele povo era superficial e mundano, julgava que Jesus fosse um Messias político, um libertador social que fosse arrancar Israel das garras de Roma e devolver-lhe o apogeu dos tempos de Salomão. E nisso estavam equivocados, enganados: Ele não era um Rei deste mundo!

Seus corações apreciavam Jesus de modo incompleto

A entrada de Jesus em Jerusalém foi uma introdução para as dores e humilhações que logo Ele sofreria abundantemente: a mesma multidão que o homenageou movida por seus milagres, virou-lhe as costas e pediu sua morte.

No Domingo de Ramos fica patente como o povo apreciava Jesus de um modo incompleto. É verdade que O aclamaram, porém, Ele merecia aclamações incomensuravelmente superiores. Merecia uma adoração amorosa, bem diversa da que lhe foi dada!

No entanto, cheio de humildade, lá ia Nosso Senhor Jesus Cristo sentado num burrico, avançando em meio à multidão ruidosa, impulsionando todos ao amor de Deus.

Só uma pessoa O entendeu naquela hora

Em geral, as pinturas e gravuras apresentam Nosso Senhor olhando pesaroso e quase severo para a multidão. Para Ele, o interior das almas não oferecia segredo. Ele percebia a insuficiência e a precariedade daquela ovação.

Apenas uma pessoa percebia o que estava acontecendo com Jesus e sofria com Ele. E essa pessoa oferecia sua dor de alma como reparação de seu amor puríssimo a Nosso Senhor: era Nossa Senhora.

Mas, …que requinte de glória para Nosso Senhor! Era o maior deles porque Nossa Senhora vale incomparavelmente mais do que toda a Criação. Naquelas circunstancias, Maria representava todas as almas piedosas que, meditando a Paixão de nosso Salvador, haveriam de ter compaixão e pena d’Ele. Almas que lamentariam não terem vivido naquele tempo para poderem, então, ter tomado posição ao lado de Jesus.

Domingo de Ramos em minha vida?

Existe um defeito que diminui a eficácia das meditações que fazemos. Este defeito consiste em meditar os fatos da vida de Nosso Senhor e não aplicá-los ao que sucede em nós ou em torno de nós.

Assim, por exemplo, a nós espanta a versatilidade e ingratidão dos judeus que assistiram a entrada de Jesus em Jerusalém. Nós os censuramos porque proclamaram com a mais solene recepção o reconhecimento da honra que se deveria ter ao Divino Salvador e, pouco depois, O crucificaram com um ódio tal que a muitos chega a parecer inexplicável.

Essa ingratidão, essa versatilidade para mudanças de opinião e atitudes não existiram apenadomingo de ramos.jpgs nos homens dos tempos de Nosso Senhor! A atitude das pessoas contemporâneas de Jesus, festejando sua entrada em Jerusalém e depois abandonando-O à mercê de seus algozes, assemelha-se a muitas atitudes que tomamos.

Muitas vezes louvamos a Cristo e nos enchemos de boas intenções para seguir os seus ensinamentos, porém, ao primeiro obstáculo, nos deixamos levar pelo desânimo, ou pelo egoísmo, ou pela falta de solidariedade e, mais uma vez, por esse desamor, alimentamos o sofrimento de Jesus.

Ainda hoje, no coração de quantos fiéis, tem Nosso Senhor que suportar essas alternativas, essas mudanças que balançam entre adorações e vitupérios, entre virtude e pecado? E estas atitudes contraditórias e defectivas não se passam apenas no interior de alma de cada homem, de modo discreto, no fundo das consciências: Em quantos países essas alternações se passam e Nosso Senhor tem sido sucessivamente glorificado e ultrajado, em curtos intervalos espaços de tempo?

Uma perda de tempo: não reparar as ofensas a Nosso Senhor

É pura perda de tempo nos horrorizarmos exclusivamente com a perfídia, fraude e traição daqueles que estavam presente na entrada de Jesus em Jerusalém.

Para nossa salvação será útil refletirmos também em nossas fraudes e defeitos. Com os olhos postos na bondade de Deus, poderemos conseguir a emenda e o perdão para nossas próprias perfídias. Existe uma grande analogia entre a atitude daqueles que crucificaram o Redentor e nossa situação quando caímos em pecado mortal.

Não é verdade que, muitas vezes, depois de termos glorificado a Nosso Senhor ardentemente, caímos em pecado e O crucificamos em nosso coração? O pecado é um ultraje feito a Deus. Quem peca expulsa Deus de seu coração, rompe as relações filiais entre criatura e Criador, repudia Sua graça.

E é certo que Nosso Senhor é muito ultrajado em nossos dias. Não pelo brilho de nossas virtudes, mas pela sinceridade de nossa humildade nós poderemos ter atitudes daquelas almas que reparam, junto ao trono de Deus, os ultrajes que a cada hora são praticados contra Ele. As lições do Domingo de Ramos nos convidam a isso.

Fonte> Arautos do Evangelho 

Que Deus os abençoe e que a Virgem Santíssima seja vossa guia para o paraíso!
Pax Christi!


Deixe um comentário

Nova turma de Catequese 2014- Crianças entre 9 e 12 anos

Paz de Cristo povo de Deus!

Já começamos com as inscrições para a Catequese de crianças entre 9 e 12 anos!
Os encontros terão inicio no final do mês de Março de 2014 na Igreja Católica de Anjo, então pedimos por favor para que todos possam fazer as inscrições o quanto antes.

Para mais informações ligue: 080-3637-8644 ou nos encontre aos Domingos na Santa Missa às 19 horas.

É necessário trazer o batistério da criança no dia da inscrição e fazer compromisso de viver a fé Católica.

Pedimos ao pais deste já, para que tenham compromisso firme de educar os filhos na fé na Católica, ser exemplo para os filhos na participação da comunidade, incentivá-los a sempre buscar uma vida reta e santa e trazê-los a Santa Missa. Preparamos as nossas crianças para que elas possam receber Jesus Sacramentado, a Santa Eucarística, e contamos com também a ajuda dos pais. Nos comprometemos em educá-los segundo os mandamentos de Deus, ajudando-os em tudo o que for necessário.

O mundo insisti em nos desviar do bom caminho, mas com Deus estaremos sempre seguros!

Então disse Jesus: “Deixem vir a mim as crianças e não as impeçam; pois o Reino dos céus pertence aos que são semelhantes a elas”. Mateus 19:14

Primeira Comunhao Igreja Catolica de Anjo

Turma de 2012-2013

Primeira Comunhao Igreja Catolica de AnjoFiquem com Deus e tenham uma semana abençoada!


Deixe um comentário

Encontro de Jovens em Anjo- 2014

Paz de Cristo jovens queridos! Tudo bem?

Os jovens de Anjo, sob coordenação do nossos irmãos Jean e Eike, prepararam um super encontro para o dia 5 de Janeiro de 2014!
Este encontro tem a intenção de levar a Luz de Cristo para os jovens e mostrar que viver para Cristo não te proíbe de ser feliz, mas te mostra a verdadeira liberdade!

PREGAÇÃO com Pe Pablo Go e Newton (Missão Louvar e Glória) !
Teremos também a venda de camisetas do Encontro.

Por favor confirmar com pelo menos um dia de antecedência, para organizarmos a quantidade de obentos para todos.

Na Igreja Católica de Anjo

Na Igreja Católica de Anjo

Convidem todos os seus amigos e venham ficar conosco!

Deus os abençoe e que Maria Santíssima esteja dentro do coração de cada um de vocês!


Deixe um comentário

Missas de fim de ano- horários 2013

Paz de Cristo amados!

Hoje trago para todos os horários das Missas de fim de ano, à partir de 24 de Dezembro!
Um pouco atrasado, mas está aqui!

Após a Missa do dia 31 de Dezembro, teremos uma confraternização na Igreja para aguardar a chegada do novo ano.
Como sabemos que muitos irmãos vivem sozinhos, pedimos por gentileza para que convidem e divulguem que todos serão muito bem-vindos a estarem conosco.

missas de fim de ano 2013Esperamos você, sua família  e também seus amigos!

Fiquem com Deus meus amados!

 

 


Deixe um comentário

Proibiçoes do Antigo Testamento

Paz de Cristo amados! Tudo bem?

Hoje trago para vocês uma resposta maravilhosa de Dom Henrique sobre as proibições alimentares do AT! Ele vai muito além dos alimentos e nos fala sobre tudo o que Jesus Cristo fez novo!
Texto maravilhoso! Boa leitura galera:

Que pensar das proibições alimentares apresentadas no Livro do Levítico (carnes impuras, carne de porco…)? O que a Igreja católica diz sobre isto? O que mudou com a vinda de Jesus? O que permaneceu e o que foi abolido das leis antigas? Este texto tem alguma relação com At 15,26-29? (Washington)
No judaísmo, pautado pela Lei de Moisés, havia e há, ainda hoje, uma rígida distinção entre alimentos puros e impuros. Ora, para o cristianismo tal distinção não tem mais nenhum valor. O próprio Jesus afirma isto claramente: “‘Nada há no exterior do homem que, penetrando nele, o possa tornar impuro…’ Assim ele declarava puros todos os alimentos” (Mc 7,14.19). Mais tarde, os Atos dos Apóstolos confirmam a mesma idéia (cf. At 10,9-16). Também o texto que você citou, At 15,26-29. E São Paulo, principalmente, insiste que tal distinção foi totalmente superada em Cristo. Somente um exemplo: “Ninguém vos julgue por questões de comida e de bebida, ou a respeito de festas anuais ou de lua nova ou de sábados, que são apenas sombra de coisas que haviam de vir, mas a realidade é o corpo de Cristo. Se morrestes com Cristo para os elementos do mundo, por que é que vos sujeitais, como se ainda vivêsseis no mundo, a proibições como ‘não pegues, não proves, não toques’” (Cl 2,16-17.20-21). Observe que aqui o Apóstolo faz uma afirmação importantíssima: todas as observâncias da Lei de Moisés eram apenas sombra (isto é, profecia, preparação pedagógica) para a Realidade. E qual é a Realidade? É o Cristo ressuscitado, presente no seu Corpo, que é a Igreja. A Realidade não é o povo de Israel, não é a Lei de Moisés, mas o novo povo de Deus, que é a Igreja, Corpo de Cristo: a Realidade é o Corpo de Cristo! São Paulo considera totalmente ultrapassada a guarda do sábado, a distinção entre animais puros e impuros e todas as observâncias judaicas.
E por que isto? Primeiramente, porque Cristo renova todas as coisas, pela sua morte e ressurreição e reconcilia tudo com o Pai: “Eis que eu faço novas todas as coisas” (Ap 21,5). O próprio São João vai dizer: “Vi um novo céu e uma nova terra” (Ap 21,1). Ora, na criação renovada em Cristo, já não há lugar para afirmar que alguma coisa é impura. Isso seria diminuir a obra de Cristo, seria afirmar que algo na criação ficou fora da sua salvação, da força da sua cruz!
Mas tem mais. Não foi somente um ou outro ponto que Jesus aboliu na Lei de Moisés. É toda a Lei de Moisés que, com Jesus, está superada! Atenção: superada, não abolida! Compreendamos. São Paulo diz que a Lei era nossa pedagoga, isto é, nos preparava para o Cristo. Agora que o Cristo chegou, ela não tem mais utilidade (cf. Gl 3,24). Como o pedagogo levava a criança até a escola e a deixava lá, assim, a Lei conduziu o povo de Israel a Cristo. Tudo quanto ela prometera, cumpriu-se em Cristo. Ela já não tem mais utilidade. Veja bem: ela não passou, não foi anulada, não caiu de podre! Ela foi cumprida, isto é, realizada plenamente e, por isso mesmo, não tem mais utilidade. Como um botão, que se cumpre na rosa e passa; como um treino, que se cumpre no dia da partida e passa; como um ensaio, que se cumpre no dia do show e passa! Jesus disse que jamais um iota da Lei iria passar, sem que tudo se cumprisse! Pois bem: ele cumpriu tudo! Exemplos? Eis alguns: a travessia do povo no deserto, cumpriu-se na travessia da Igreja pelo deserto do mundo, o maná cumpriu-se na Eucaristia, a travessia do Mar Vermelho cumpriu-se no Batismo, Jerusalém, o povo de Israel, Sião, cumpriram-se na Igreja, Adão, Isaac, Davi cumpriram-se em Jesus, o sábado cumpriu-se no domingo, a serpente do deserto cumpriu-se no Cristo crucificado, os dez mandamentos cumpriram-se na nova lei, que é o Espírito Santo de Amor…
Isto é muito importante! Quando as seitas protestantes pentecostais ficam tomando preceitos do Antigo Testamento, como a questão de imagens, de guardar o sábado, de não fazer transfusão de sangue, de batizar nas águas e de outras coisas, elas, no fundo estão negando que Cristo cumpriu a Lei! Se é assim, então que se tornem judeus! É isto que São Paulo diz aos gálatas. Leia a Epístola! Isto é central no cristianismo: nós não temos mais nenhuma obrigação de cumprir os preceitos do Antigo Testamento! A única lei nossa é a lei do Novo Mandamento, a lei do amor: amar a Deus e aos irmãos como Jesus… até a morte, até dar a vida! “Não devais nada a ninguém, a não ser o amor mútuo, pois quem ama o outro, cumpriu a Lei. Portanto, a caridade (= o amor) é a plenitude da Lei” (Rm 13,8-10).
Fica ainda uma questão. Se não mais estamos obrigados a cumprir o Antigo Testamento, por que a Igreja o conserva? Por que o lê na Santa Missa? Ora, o Antigo Testamento tem quatro utilidades: (1) dá testemunho de Cristo, mostrando como o Pai prometeu e preparou tudo para o seu Filho, de modo que Jesus foi anunciado e esperado; (2) mostra a fidelidade amorosa de Deus que, na sua misericórdia, conduziu e perdoou Israel e, assim, nos faz amar mais o Senhor e nele confiar; (3) mostra os pecados e infidelidades de Israel e, assim, nos dá lições, pois nos previne e revela também nossas fraquezas, (4) ajuda-nos na piedade para com Deus. Basta! Além disso, não se deve pedir nada mais do Antigo Testamento!

Louvado seja Deus pela vida deste homem!
Deus os abençoe galera e Salve Rainha Imaculada!


Deixe um comentário

Nos passos de Santo Agostinho

Pax Christi povo de Deus! Tudo bem?

Não poderia deixar de compartilhar com vocês este texto maravilhoso que encontrei no site do nosso amado Pe Paulo Ricardo, sobre a busca pela verdade!
Segue o texto abaixo:

Quem sai à procura da verdade já está na busca de Deus, ainda que não o saiba

20131105-141409.jpg

Em sua encíclica Lumen Fidei, o Papa Francisco indicou o caminho para um diálogo com aqueles que, “apesar de não acreditarem, desejam-no fazer e não cessam de procurar” (n. 35). A atitude do Santo Padre nada mais é que de obediência às palavras de Jesus, que pediu a seus discípulos que pregassem “o Evangelho a toda criatura” (Mc 16, 15), indistintamente.

De fato, ninguém está excluído do amor de Deus. Ele sempre está de braços abertos, esperando que o homem aceite seu desígnio de amor e redenção. Ele que, como ensina São Paulo, “quer que todos os homens se salvem e cheguem ao conhecimento da verdade” (1 Tm 2, 4), revela-Se àqueles que O procuram de coração sincero. Afinal, “que outra recompensa poderia Deus oferecer àqueles que O buscam, senão deixar-Se encontrar a Si mesmo?”, questiona o Papa Francisco.

Nesta verdade, ao mesmo tempo em que se percebe a vontade de Deus de salvar o homem e conduzi-lo à morada eterna, nota-se uma realidade negativa: diante do Senhor, múltiplas atitudes são possíveis, exceto a indiferença. Não são poucos os homens de nosso tempo que, mais que negar a existência de Deus – indo contra a própria razão natural, pela qual qualquer um pode chegar a esta verdade elementar –, sepultam no cemitério de suas mentes qualquer possibilidade de experiência religiosa. Isto quando não as eliminam completamente, tomando a atitude que o Catecismo chama de “uma fuga da pergunta última sobre a existência e uma preguiça da consciência moral” (§ 2128).

Diante do evidente anseio do homem pelo infinito, o indiferentista age tentando abafá-lo. Como alguém com sede que se esforça continuamente por ignorar a sequidão de sua boca ou os sinais evidentes de que seu organismo clama por água. Enquanto sua sede não for saciada, o seu organismo continuará definhando, até a completa falência. Acontece o mesmo com aquele que nega a vocação do homem à transcendência. Para ir sobrevivendo neste mundo, ele vai mendigando em fontes de uma felicidade aparente e passageira, desconhecendo ou tentando ignorar que só a “água viva” de Cristo pode verdadeiramente satisfazê-lo (cf. Jo 4, 10).

Esta atitude de desprezo para com a verdade pode acabar muitas vezes em um caminho sem saída, que é o do pecado contra o Espírito Santo. Por isso diz-se que, diante de Cristo, não é possível ficar indiferente. “Quem não está comigo, está contra mim” (Lc 11, 23), diz o Senhor. Ao ouvir a história comovedora do próprio Deus que se abaixa à mísera condição humana, ou se acolhe a Sua mensagem de amor ou se diz “não” à Sua vontade. Mesmo a tentativa de “dar de ombros” aos apelos divinos tem o seu significado, não podendo o homem ser eximido de culpa, a menos que esteja em ignorância invencível, situação que só Deus pode julgar concretamente.

Ao lado deste homem que, na renúncia a decidir, acaba escolhendo ficar em cima do muro, existe aquele pagão na eminência de se tornar um Agostinho. Ao contemplar no ser humano o desejo pelo Bom e pelo Belo, ele sai em busca da Verdade e, mesmo que ainda não a conceba com “v” maiúsculo e esteja cheio de dúvidas, dispende todos os seus esforços para conhecê-La. Quem quer que comece a trilhar este caminho segue aquele itinerário descrito de forma extraordinária nas “Confissões”, de Santo Agostinho. Mais cedo ou mais tarde, ele será ofuscado pela luz da fé e, dando o passo definitivo, poderá exclamar com o doctor gratiae: “Tarde Vos amei, ó Beleza tão antiga e tão nova, tarde Vos amei!”

Inúmeros são os exemplos de descrentes que terminaram seu processo de busca na Igreja. É que, como dizia Santa Edith Stein, “quem procura a verdade procura Deus, ainda que não o saiba”.

Por Equipe Christo Nihil Praeponere

A equipe do Pe Paulo está sempre nos catequizando, então não deixem de acessar o site padrepauloricardo.org e compartilhe com seu amigos!
Deus os abençoe e Salve Maria Santíssima!


Deixe um comentário

1 de Novembro: Solenidade de Todos os Santos

Paz de Cristo amados! Tudo bem com vocês?
Hoje vamos partilhar um pouco sobre os Santos, já que celebramos neste dia a SOLENIDADE DE TODOS OS SANTOS!
Aproveitei para deixar claro que não é pecado amar os Santos e Santas! Vamos conferir?

JESUS CRISTO é o único mestre da verdade,
o único modelo, o único mediador da vida do PAI.

São Francisco de Sales diz:
“Que são a vida dos Santos se não o Evangelho colocado em prática?”
Os Santos de Deus são aqueles heróis de JESUS CRISTO que, alcançando uma vitória sobre o demônio, o mundo e a carne, e praticando as virtudes em grau heróico, alcançaram a eterna bem-aventurança.
São modelos de vida em Cristo, e pelo seu testemunho são nossos intercessores junto a Deus.
O que fazer para participar dessa felicíssima glória na JERUSALÉM CELESTE?
Temos a Sagrada Escritura, os Mandamentos, os Sacramentos, a Doutrina da Igreja Católica Apostólica Romana e os exemplos dos Santos.
Nenhuma pessoa humana chegou à eterna felicidade senão pela via da Cruz, e praticando as virtudes do Divino Mestre, da humildade, da paciência, da perseverança, mansidão, castidade, e um abrasado amor à Deus e ao próximo e uma rejeição ao mal e ao pecado.

Hoje é dia de todos os Santos e a Igreja de Cristo agradece por cada bom exemplo dado!
Não é idolatria, mas amor para com o bom irmão que nos deixou um grande exemplo de fidelidade a Cristo!

A festa do dia de Todos os Santos é celebrada em honra de todos os santos e mártires, conhecidos ou não. A Igreja Católica celebra a Festum Omnium Sanctorum em 1 de novembro seguido do dia dos fiéis defuntos em 2 de novembro.

O Papa João Paulo II foi um grande impulsionador da “vocação universal à santidade”, tema renovado com grande ênfase no Segundo Concílio do Vaticano.

Nesta celebração, o povo católico é conduzido à contemplação do que, por exemplo, dizia o Cardeal Beato John Henry Newman: não somos simplesmente pessoas imperfeitas em necessidade de melhoramentos, mas sim rebeldes pecadores que devem render-se, aceitando a vida com Deus, e realizar isso é a santidade aos olhos de Deus.

“Todos os fiéis cristãos, de qualquer estado ou ordem, são chamados à plenitude da vida cristã e à perfeição da caridade. Todos são chamados à santidade: ‘Deveis ser perfeitos como o vosso Pai celeste é perfeito’ “(Mt 5,48) (CIC 2013).

Imagem

Há alguns dias atrás uma de minhas catequizandas perguntou-me se era pecado adorar aos Santos e Nossa Senhora!
Respondi imediatamente que SIM!
Pois, somente Deus deve ser Adorado, e tudo que é colocado no lugar de Deus é IDOLATRIA, pecado terrível!
Sabemos que o próprio Cristo nos diz: Amarás, pois, ao Senhor teu Deus de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todo o teu entendimento, e de todas as tuas forças; este é o primeiro mandamento.
Marcos 12:30

Então, aproveitando-me deste dia tão especial em que lembramos de todos os nossos irmãos guerreiros que morreram em odor de graça, pois amaram de tal modo a Cristo que deram suas vidas por Ele. Eu gostaria de ressaltar que MUITOS CATÓLICOS, pessoas que vão a Missa, pessoas que amam Nossa Senhora e os Santos, estão calados quando alguém diz que a Nossa Amada Igreja Católica é totalmente errada por ter este amor aos Santos e Santas, em especial a Mãe de Deus, Maria Santíssima!
ATENÇÂO JOVEM ( IGREJA )! Adoração, somente a DEUS!
É pecado sim adorar a Nossa Senhora e aos Santos! E a IGREJA CATÓLICA NÃO FAZ ISSO!

O que é IDOLATRIA?
LATRIA> adoração prestada somente a DEUS! Do grego (λατρεια, “latreuo” que significa “adorar”).
A palavra idolatria herda dos radicais gregos eidolon + latreia, onde eidolon seria melhor traduzido por “corpo”, e latreia significando “adoração” – neste sentido representaria mais uma adoração às aparências corporais do que de imagens simplesmente.
Ou seja, latria é adorar e idolatria é prestar ADORAÇÃO A UM ÍDOLO! Quando algo ocupa o lugar de Deus!

Latria, igual a ADORAÇÃO (do grego υπερδουλεια), cabe somente a Santíssima Trindade!

Hiperdulia, mesmo que VENERAÇÃO, cabe a Maria que é Rainha de todos os Anjos e Santos!

Dulia (do grego δουλεια, “douleuo” que significa “honrar”),  RESPEITO que cabe aos Anjos e Santos

O respeito que nós Católicos temos pelos Santos, a veneração que temos por Maria NÃO É PECADO! Sabemos que SOMENTE DEUS deve ser Adorado!
Se você irmão, não sabia da diferença e quer saber mais, por favor assista ao seguinte vídeo onde nosso irmão Moisés Rocha fala sobre o pecado da IDOLATRIA:

 

 

Mais uma vez ressalto, NÃO SE CALEM quando alguém falar que a Igreja Católica está errada! Busque a resposta e mostre a verdade!
Tem alguma dúvida? Deixe um recado que nós responderemos com muito amor!

Que Deus os abençoe irmãos e que Nossa Senhora possa nos moldar em Teu Glorioso ventre!

Todos os Santos, rogai por nós!

Por: Cássia Akiko Kawamura


Deixe um comentário

Festival de Música 2013- Igreja Católica de Anjo

Pax Christi amados!
No dia 29 de Setembro tivemos o festival de música 2013!
Agradecemos a Deus mais uma vez pela nossa Comunidade e pela graça de poder cantar para Ele!

Tanto a Comunidade Brasileira, quanto a Japonesa, Coreana, Filipina e demais, participaram!
Muito obrigada a todos e ano que vem tem mais de Deus quiser!

Que Deus nunca permita que nossa vaidade seja maior que o nosso amor e adoração por ELE!

Segue os melhores momentos:

DSC_0009 DSC_0309 DSC_0307 DSC_0302 DSC_0299 DSC_0292 DSC_0287 DSC_0284 DSC_0279 DSC_0278 DSC_0250 DSC_0246 DSC_0243 DSC_0237 DSC_0230 DSC_0217 DSC_0011 DSC_0010 festival de música 2013

Deus os abençoe e Salve Rainha!

Por: Cássia Akiko Kawamura


Deixe um comentário

JMJ Rio 2013 no Japão- Encontro em Nagoya dia 28 de Julho

A Paz de Cristo meus irmãos!

Desculpem a demora em atualizar o blog!

Bom, como estamos no clima da Jornada Mundial da Juventude, venho avisar aos jovens que estão no Japão que faremos um encontro aqui para todos aqueles que não puderam ir ao Brasil!
Estaremos todos unidos em oração!

O encontro será neste Domingo, dia 28, a partir das 9 horas na Igreja Católica de Nanzan em Nagoya!

Jovens da Diocese de Nagoya se reunirão para celebrar juntos a Jornada mesmo daqui do outro lado do mundo, dentre eles, brasileiros, japoneses, filipinos, peruanos, vietnamitas!

Haverá jovens saindo de Toyohashi, Toyota, Kariya, Anjo e muito mais! Para quem quiser sair da Igreja de Anjo, por favor comparecer até as 6:30 am!
Para mais informações por favor nos contate!
Tel: 080-3637-8644

É necessário confirmar presença! Contamos com todos vocês!

jmj Rio 2013 Japan jmj Rio 2013 japan

 

https://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=EQQ1NYJEOf0

Deus abençoe o nosso encontro!


Deixe um comentário

4ª Campanha Nacional de Consagrações à Virgem Maria

Lembra-te, mais graciosa Virgem Maria,
que nunca foi conhecido que qualquer um que fugiu para sua proteção,
implorou sua ajuda ou procuraram sua intercessão,
foi deixado nu.
Inspirada com esta confiança,
Eu voarei com você, ó Virgem das virgens, a minha Mãe;
para você que eu cheguei, antes de você estou, pecador e triste.
Ó Mãe do Verbo Encarnado,
Não desprezeis as minhas súplicas,
mas em sua misericórdia, ouve e responde-me.
Amen.

“Por Maria Jesus Cristo vem a nós, e por Ela devemos ir a Ele.” (São Luis Maria Grignion de Montfort)

“Deus quer estabelecer no mundo a Devoção ao Meu Coração Imaculado. Se fizerdes o que vos digo, muitos almas se salvarão e terão paz. (…) Por fim, o Meu Imaculado Coração Triunfará.” (Nossa Mãe Santíssima em Fátima, 1917).

Desde 2010, iniciamos uma série de Campanhas Nacionais de Consagrações à nossa Mãe Santíssima, pelo método que São Luis Maria Montfort nos ensina no seu maravilhoso “Tratado da Verdadeira Devoção à Santíssima Virgem”.

Seguimos os passos do Bem-Aventurado Papa João Paulo II, agora já providencialmente elevado à Glória dos Altares, tendo sido Beatificado pelo Santo Padre Bento XVI, e cuja a canonização já está confirmada.

O “Tratado” foi o livro de cabeceira de João Paulo II, que sob lema “Totus Tuus” (“Todo Teu”, Todo de Maria…), tão bem viveu e testemunhou esta Consagração!

É uma Devoção Cristocêntrica, diz o Beato João Paulo II, pois “por Maria, vamos a Jesus” (São Luis Montfort).

Em 2012, celebramos os 300 anos do “Tratado”, e esta Obra de São Luis Maria Montfort passa ser mais conhecida entre os católicos do Brasil. Dezenas de milhares de pessoas fizeram esta Consagração nos últimos anos, em nossas Campanhas. E muitos que se consagram tornam-se também Apóstolos da Consagração.

Por isso, multiplicam-se os Encontros “Consagra-te”, bem como os grupos de preparação para Consagração, em muitas cidades do Brasil (abaixo, trazemos toda a relação).

Neste ano de 2013, queremos nos unir especialmente aos demais países da América Latina, continente herdeiro das promessas da Virgem Maria em sua aparição em Guadalupe (México) ao índio São Juan Diego. Nos unimos também aos demais países de língua portuguesa e de língua espanhola, alguns dos quais relacionamos em nossa lista de contatos (abaixo, trazemos toda a relação).

A Consagração

Neste ano de 2013, o Papa Francisco, após consagrar o seu Pontificado a Nossa Senhora de Fátima no dia 13 de Maio (96 anos da 1a aparição da Virgem em Fátima), no dia 13 de Outubro próximo (96 anos da última aparição em Fátima), consagrará o mundo ao Imaculado Coração de Maria.

Agora, cabe a cada um de nós precisa tomar posse, pessoalmente, dessa Consagração, e consagrar-se à Virgem Maria.

Por isso convidamos todos os católicos a se unirem conosco nesta Campanha, fazendo também a sua Consagração Total pelo método de São Luis Montfort, ou renovando a sua Consagração, no dia08 de Dezembro de 2013 (Solenidade da Imaculada Conceição).

A preparação e a Consagração poderão ser feitas em qualquer lugar, já que é um ato interior e espiritual. Porém, São Luis recomenda que se faça a Consagração durante a Santa Missa. É um ato significativo as Consagrações serem feitos de forma pública e comunitária.

São Luis recomenda que se faça 30 dias de preparação, com algumas orações simples, que poderão ser feitas individualmente ou em grupo, a começar no dia 08 de Novembro de 2013. As orações são indicadas no próprio “Tratado” (n. 227, 233), e indicamos também abaixo em nosso “Material de Apoio”.

Leitura do Livro

De forma geral, recomendamos que não se Consagre, e nem mesmo que se inicie os 30 dias de preparação sem a leitura completa do “Tratado”, pois como poderá preparar-se bem para a Consagração, sem a conhecê-la?

Temos abaixo, em nosso “Material do Apoio”, o “Tratado”, em versão PDF, impressa ou em  áudio.

Grupos de Preparação: como organizar?

Recomendamos que aqueles que puderem, participem de um grupo de preparação para a Consagração, que se reúna para estudar o “Tratado” e rezar juntos.

Este grupo poderá ser formado espontaneamente, por iniciativa de pessoas que desejam se consagrar, ou pessoas que já se consagraram e desejam ajudar a preparar outras para também se consagrar (é importante a participação dos que já se consagraram no grupo, pelo seu testemunho a ser partilhado).

Temos Representantes que estão à frente da nossa Campanha em várias cidades do Brasil e Portugal, e poderão ir formando Grupos de preparação à medida que forem procurados para isso. Os contatos dos nossos Representantes divulgamos abaixo, ao final desta postagem.

Em relação à formação dos grupos, algumas sugestões:

  •  É importante que participem deste grupo somente pessoas que já tenham uma fé católica e uma busca de vivência cristã, caso contrário, o grupo poderá se tornar um local de debate e se afastar do seu objetivo, atrapalhando as pessoas que querem se Consagrar (é claro que o diálogo é importante, mas há outros locais para isso).

Aqui não importa o número, e sim, aqueles que a Virgem enviar. Três pessoas já é um grupo!

  • A frequência dos encontros do grupo poderá ser feita conforme a disponibilidade: semanal ou quinzenal. Como o nosso tempo é relativamente curto, sugerimos que durante o mês de Setembro, organizem-se os grupos. Para que na primeira semana de Outubro iniciem-se encontros semanais, para no dia 08 de Novembro iniciarmos as orações de preparação.
  • O local da reunião poderá ser em residências ou, na medida do possível, em paróquias, comunidades, seminários, casas religiosas, etc.
  • O encontro poderá iniciar com a Oração do Santo Terço, seguida de um estudo de um ou mais capítulos do Tratado.
  • Conforme o tempo disponível e o número de encontros, pode-se dividir para que em cada encontro se estude um ou mais capítulos do Tratado (o livro tem 8 capítulos, mais a Introdução).
  • Há várias opções para a organização dos encontros:

a.  Em forma de palestras, com pessoas preparadas para isso (principalmente nos grupos maiores).

b. Em forma de partilhas (principalmente nos grupos menores), onde todos possam ler antes do encontro o(s) capítulo(s) estudado(s), e em cada encontro algumas pessoas do grupo fiquem responsáveis em conduzir um momento partilha, comentando sobre os pontos que mais lhe chamaram atenção, e oportunizando que todos do grupo comentem também. O fato de pessoas diferentes ficarem responsáveis pela condução propicia mais a participação e envolvimento de todos, e incentiva a própria leitura do Tratado.

c. Em forma da apresentação de vídeos, com as 4 aulas do Pe. Paulo Ricardo, explicando o Tratado parte por parte, que podem ser assistidas via internet (ver abaixo, em nosso material de apoio) ou adquiridas em DVD.

  • No dia 08 de Dezembro de 2013, a Consagração poderá ser feita em grupo (com ou sem Santa Missa)

Consagração dos jovens

Neste ano de 2013, com a realização da “Jornada Mundial da Juventude” e a visita do Papa Francisco ao Brasil, nosso olhar se volta com mais intensidade para os jovens. Foi inspiração do Beato João Paulo II, o Papa de Maria, a Jornada Mundial da Juventude, levando pelo mundo a cruz e o ícone da Virgem Maria.

Vamos por isso, de uma maneira especial neste momento histórico que vive a juventude católica no Brasil, nos esforçar especialmente para que a Consagração seja conhecida e vivida pelos jovens.

Para que também a Consagração, enquanto meio para renovação e vivência plena do nosso Batismo, possa suscitar santas e numerosas vocações ao Sacerdócio, à Vida Consagrada, à Vida Missionária e famílias santas que possam gerar filhos santos para Deus!

É a Virgem Maria Quem gera o Cristo em nós, e por isso Ela é também a Mãe da Vocações.

Consagração das Crianças

Incentivamos que os pais formem também seus filhos para se consagrarem totalmente a Virgem Maria, e que se façam grupos para a preparação das crianças para a Consagração.

Pois, se a Santíssima Virgem pode purificar nossas obras, oferecê-las a Deus (como fala no “Tratado”, n. 146-150), e com isso muitos se salvarem pela entrega, oração e penitência de uma pessoa, mesmo sendo nós tão pecadores, o que Ela não poderá fazer com a pureza da Consagração de uma criança?

Lembrando que em Fátima (Portugal, 1917), Lourdes (França, 1858), La Salette (França, 1846) e outros lugares, a Virgem apareceu para crianças!

A preparação das crianças, é claro, se dá por um material especial preparado para elas, que é o livro “Crianças na Escola do Imaculado Coração”, podendo ser adquirido abaixo.

Material de Apoio

Perguntas e respostas sobre a Consagração Total

As dúvidas mais comuns estão respondidas em:

As dúvidas que ainda restarem poderão ser respondidas também por este e-mail:

duvidas@consagrate.com

Representantes da Campanha no Brasil e nos  países de língua portuguesa e espanhola

Dispomos aqui os contatos das pessoas que estão à frente das nossas Campanhas em várias cidades do Brasil e nos países de língua portuguesa e língua espanhola; essas pessoas poderão ir formando os Grupos de Preparação, a medida que forem procuradas para isso pelos que desejarem. Temos também o nosso grupo e nossa página no facebook.

http://consagrate.com/representantes/

Divulgação desta postagem

Pedimos que esta postagem seja divulgada nos diversos sites e blogs católicos, bem como listas de e-mails, Facebook, Twitter, e assim por diante… para formarmos uma grande rede de Consagração à Santíssima Virgem!


Importante – Envio dos dados!

Os que desejam participar da nossa Campanha, fazendo a Consagração ou sua Renovação, em qualquer local, deverão se cadastrar clicando no link abaixo:

https://docs.google.com/spreadsheet/viewform?formkey=dDU1SDB4SkFWWmZGUHdod0ZMQmVNM0E6MA

 

Salve Rainha!

Fonte: http://consagrate.com/

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.